https://revistas.unisagrado.edu.br/index.php/esti/issue/feed Environmental Science & Technology Innovation 2022-09-21T20:12:29+00:00 Marcelo Telascrea environmental@unisagrado.edu.br Open Journal Systems <p>A ENVIRONMENTAL SCIENCE &amp; TECHNOLOGY INNOVATION é uma publicação digital e semestral editada pelo UNISAGRADO - Centro Universitário do Sagrado Coração, que tem por finalidade a apresentação de trabalhos originais na área de exatas e sustentabilidade em forma de artigos, ensaios, documentos, participação de pesquisa, comentários, bibliografias, resenhas críticas e colaboração de caráter informativo, elaborados por professores ou profissionais do Centro Universitário ou de outras instituições, desde que se enquadrem nas instruções que constam das normas da Revista, fornecidas aos autores.</p> https://revistas.unisagrado.edu.br/index.php/esti/article/view/366 Avaliação da produção de etanol e ácido glucônico usando Sorghum bicolor L. Moench – híbrido Palo Alto 1009® como matéria-prima 2022-09-21T19:00:16+00:00 Emerson Leandro da Silva marcia_morais2004@yahoo.com.br Gabriel Luiz Ferreira marcia_morais2004@yahoo.com.br Beatriz Antoniassi Tavares marcia_morais2004@yahoo.com.br Alcides Lopes Leão marcia_morais2004@yahoo.com.br Raul Andres Uribes Martinez marcia_morais2004@yahoo.com.br Marcelo Telascrea marcelotelascrea@gmail.com Marcia Rodrigues de Morais Chaves marcia_morais2004@yahoo.com.br <p>O aquecimento global e seus efeitos sobre o clima do planeta fizeram crescer a demanda por energia de baixa emissão de carbono e materiais de origem não fóssil para a produção de bens de consumo. Nesse contexto, a produção de etanol é muito importante, uma vez que ele pode ser utilizado como combustível e como matéria-prima nas indústrias baseadas em alcoolquímica. A utilização de biomassa celulósica é uma alternativa promissora para maximizar a oferta de etanol. Assim, este estudo avaliou a produção de etanol e ácido glucônico, utilizando o sorgo de alta biomassa (Sorghum bicolor L. Moench - híbrido Palo Alto 1009®) como matéria-prima. O processo incluiu pré-tratamento alcalino associado à explosão a vapor, hidrólise enzimática e, em seguida, por fermentação com Saccharomyces cerevisiae e Aspergillus niger. Verificou-se que o sorgo de alta biomassa pode ser utilizado como matéria-prima na obtenção de etanol e ácido glucônico. Apresentou facilidade de manuseio, preparo, hidrólise e fermentação, além de excelente rendimento (0,43 g etanol / g ART e 0,32 g AG / g biomassa)</p> 2022-09-21T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Environmental Science & Technology Innovation https://revistas.unisagrado.edu.br/index.php/esti/article/view/357 Biomonitoramento do Ribeirão Água Parada (Bacia Hidrográfica do Rio Batalha) em Bauru (SP), utilizando Macroinvertebrados Bentônicos 2022-09-21T17:11:31+00:00 Adriano Evandir Marchello driecologia@gmail.com Jandira Liria Biscalquini Talamoni driecologia@gmail.com Karine Delevati Colpo driecologia@gmail.com <p>O problema de falta de água no município de Bauru tem se tornado uma constante, com rodízios constantes para a população, principalmente porque parte da cidade depende de um único rio para abastecimento público, o Batalha. Sendo assim, este trabalho objetivou caracterizar a comunidade de macroinvertebrados bentônicos do Ribeirão Água Parada, Bauru (São Paulo, Brasil), visto que esse vem sendo monitorado com a expectativa de que seja utilizado futuramente como manancial de abastecimento de água para a população daquele município. Para alcançar os objetivos, coletas foram realizadas no inverno (época de menor índice pluviométrico), analisando parâmetros abióticos (com uma sonda multiparamétrica e peneira sedimentológica) e bióticos (coleta com draga de macroinvertebrados bentônicos). Os resultados mostraram que a comunidade de macroinvertebrados bentônicos é muito pobre, tanto em riqueza de espécies quanto em abundância. Com exceção da concentração de matéria orgânica, os valores obtidos para as demais variáveis abióticas (pH, condutividade elétrica, temperatura e concentração de oxigênio dissolvido) não se mostraram estatisticamente diferentes, apresentando valores típicos de ambientes lóticos saudáveis. A baixa diversidade de macroinvertebrados bentônicos parece estar associada ao tipo de substrato encontrado (areia muito fina), o que dificulta a criação de micro-habitat e o estabelecimento dos organismos.</p> 2022-09-21T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Environmental Science & Technology Innovation https://revistas.unisagrado.edu.br/index.php/esti/article/view/360 Aplicativo Mobile em realidade virtual para educação ambiental 2022-09-21T17:44:53+00:00 Anna Laura Dias annalaura2002@gmail.com Vinicius Santos Andrade annalaura2002@gmail.com Elvio Gilberto da Silva annalaura2002@gmail.com Patrick Pedreira Silva annalaura2002@gmail.com Renan Caldeira Menechelli annalaura2002@gmail.com <p>Ambientes em Realidade Virtual (RV) são cada vez mais utilizados em diversas áreas. No ensino, sua aplicação em metodologias ativas traz novas possibilidades de atividades, que, no modelo “tradicional”, eram classificadas como tediosas ou até mesmo cansativas, permitindo que essas atividades sejam executadas de forma mais agradável e dinâmica, tornando o seu uso um diferencial. A preservação do meio ambiente e, consequentemente, da vida terrestre vem sendo discutida no Brasil há anos. Atualmente, três dentre os dezessete objetivos de desenvolvimento sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU / Agenda 20-30) estão relacionados direta ou indiretamente com a preservação do meio ambiente. Diante desse contexto, a pesquisa em questão apresenta um ambiente em Realidade Virtual, tendo sua concepção e criação feita para auxiliar na educação ambiental, tendo seu foco em detritos inorgânicos, sendo o público--alvo crianças até 12 anos.</p> 2022-09-21T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Environmental Science & Technology Innovation https://revistas.unisagrado.edu.br/index.php/esti/article/view/364 Produção de e-book: aplicação do 5S para melhoria da qualidade de vida e desenvolvimento sustentável 2022-09-21T18:32:52+00:00 Ana Carolina Carci Ramos ana.carci@icloud.com Ana Beatriz Ferrari Jacob ana.carci@icloud.com Bruno de Castro Roverci ana.carci@icloud.com Caroline Fernanda da Silva Ribeiro ana.carci@icloud.com Caroline Tamelini de Matos Santos ana.carci@icloud.com Leticia Galli Otaviano ana.carci@icloud.com Maria Vitória Ferreira Scarmeloto ana.carci@icloud.com Rinara Maria do Lago Gonçalves ana.carci@icloud.com Raquel Teixeira Campos ana.carci@icloud.com <p>O programa 5S é uma ferramenta de gestão da qualidade, que visa aperfeiçoar aspectos simples, gerando melhorias rumo à qualidade total. Essa ferramenta vem se constituindo como uma grande ajuda para o sucesso profissional das empresas e tem como objetivo conscientizar e promover mudanças no comportamento dos envolvidos, melhorando e otimizando o ambiente. No entanto, não é apenas no âmbito empresarial que o 5S pode trazer melhorias, já que seus 5 sensos podem ser aplicados tanto no ambiente profissional, como na vida pessoal. Pensando nisso, este trabalho objetivou trazer os conhecimentos aprendidos em sala de aula sobre gestão da qualidade para dois problemas atuais, o aumento no número de transtornos e problemas mentais na pandemia e o desenvolvimento sustentável, focando em uma melhoria da qualidade de vida das pessoas durante o período pandêmico e visando um desenvolvimento sustentável, tanto nas indústrias, como na sociedade como um todo. Para isso, foi elaborado um e-book dividido em introdução ao 5S e duas seções principais, sendo que todo o conteúdo trazido no e-book foi compilado por meio de uma extensa pesquisa em artigos, websites, blogs e conteúdos aprendidos em aula. A primeira seção foi voltada à aplicação do 5S no ambiente residencial como forma de promover a melhoria do ambiente, visando uma boa qualidade de vida, tendo em vista o aumento no número de casos de transtornos mentais. Além disso, também foi abordada a aplicação do 5S para trabalhos em “home-office”, já que a pandemia aumentou significativamente esse tipo de trabalho. Já na segunda seção, foi abordada a importância de um desenvolvimento sustentável e como um programa como o 5S pode contribuir assiduamente a um ambiente de trabalho com visão no futuro, no qual os desperdícios representam não apenas um custo maior, mas também uma forma de trabalho insustentável em termos ambientais. Assim sendo, o e-book foi concluído e apresentado como trabalho final da disciplina extensionista de “Gestão da Qualidade”, sendo sugerido que ele fosse publicado. No momento, está em revisão para ser disponibilizado em site de cursos de gestão da qualidade, pela “Converte Treinamentos”, para que possa servir de base para pessoas em busca de soluções acerca dos problemas selecionados.</p> 2022-09-21T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Environmental Science & Technology Innovation https://revistas.unisagrado.edu.br/index.php/esti/article/view/368 Desenvolvimento de um jogo sério para estimular o consumo responsável de água 2022-09-21T19:29:46+00:00 Leonardo Rodrigues Gois egsilva@unisagrado.edu.br João Pedro Martins egsilva@unisagrado.edu.br Denis Gottardi da Silva egsilva@unisagrado.edu.br Elvio Gilberto da Silva egsilva@unisagrado.edu.br <p>A água é um bem natural valioso que é essencial para a manutenção da vida na terra. Sendo assim, falar sobre a água nas suas diversas aplicabilidades é falar sobre a sobrevivência do ser humano, da biodiversidade e da maioria dos seres vivos que habitam o planeta. Ao longo da história, a relação do homem com a natureza se alterou, principalmente com relação à água. Esse bem natural passou a ser visto como recurso hídrico indispensável para a existência humana e o desenvolvimento de suas atividades. Porém, apesar da importância desse recurso, a civilização moderna constantemente utiliza o recurso hídrico sem a preocupação de avaliar as consequências ambientais, no que se refere tanto a quantidade quanto a qualidade da água, que possam ocorrer ao usar a água de forma inadequada. Este artigo tem o propósito de apresentar o desenvolvimento de um jogo para crianças cujo objetivo é estimular o consumo consciente da água. O jogo foi desenvolvido utilizando a linguagem de programação C#, o motor de jogo Unity, o Photoshop e o Canva, sendo composto de dois módulos: teoria (aprendizado) e jogos (labirinto; jogo da memória e quiz). A proposta foi submetida ao CEP (Comitê de Ética em Pesquisa) do UNISAGRADO e aprovada para ser testada com seres humanos futuramente.</p> 2022-09-21T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Environmental Science & Technology Innovation https://revistas.unisagrado.edu.br/index.php/esti/article/view/358 Monitoramento da biomassa e da comunidade de microalgas e cianobactérias nativas de esgoto de alta carga em fotobiorreator do tipo flat panel 2022-09-21T17:20:05+00:00 Letícia Alves Martins de Carvalho caroline_erba@yahoo.com.br Caroline Moço Erba Pompei caroline_erba@yahoo.com.br Hugo Renan Bolzani caroline_erba@yahoo.com.br Gustavo Henrique Ribeiro da Silva caroline_erba@yahoo.com.br <p>A fitorremediação do esgoto sanitário é uma alternativa financeira e ecologicamente sustentável para o reuso e reciclagem de recursos naturais, como água, energia e nutrientes. Em comparação às culturas puras introduzidas em esgoto sanitário, o uso de microalgas e cianobactérias nativas do esgoto sanitário pode apresentar taxas de produtividade de biomassa algal e uma maior estabilidade do sistema. Este estudo investigou, em escala piloto, o crescimento e composição da comunidade de microalgas e cianobactérias nativas em ambiente externo, suscetível a variações diárias nos fatores bióticos e abióticos não-controlados em fotobiorreator tipo flat panel. O experimento foi realizado em regime de três bateladas, segmentadas em duas de início, meio e fim e uma com análises e coletas diárias no decorrer dos 7 dias de cultivo. Parâmetros como densidade celular, densidade óptica, clorofila-a, luminosidade, valor de pH, temperatura e oxigênio dissolvido foram monitorados, concomitante a identificações taxonômicas da flórula nativa. Dezenove táxons foram identificados, divididos em 3 classes: Chlorophyceae, Cyanophyceae e Bacillariophyceae. A média de intensidade luminosa mais elevada registrada (2626 e µmol.m<sup>-1</sup>. s<sup>-2</sup>), conjuntamente a outros parâmetros como valor de pH, ausência de precipitação, predação, temperatura ambiente e do líquido, influenciaram na menor densidade celular (4,69x104 célula. mL<sup>-1</sup>). Paralelamente, as intensidades luminosas menores propiciaram elevada densidade celular (1,35x107 e 1,56 x107) e concentração de clorofila-a (488,57 e 3406,79 µg.L<sup>-1</sup>), demonstrando a importância de uma compreensão nítida dos fatores ambientais e biodiversidade nativa ante a aplicação de microalgas e cianobactérias para o tratamento de esgoto sanitário.</p> 2022-09-21T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Environmental Science & Technology Innovation https://revistas.unisagrado.edu.br/index.php/esti/article/view/361 Sobre as formas forte, fraca e variacional de problemas modelados via equações diferenciais 2022-09-21T17:58:53+00:00 Bruno de Araújo Pavão Pereira Filho pavaocivilprojetos@gmail.com <p>O presente artigo é dedicado ao estudo das formas forte, fraca e variacional de problemas modelados por equações diferenciais (ordinárias ou parciais), direcionando-se ao pesquisador do assunto, abrangendo-se problemas de valores de contorno (PVC) das áreas de Física e Engenharia. É desenvolvida a dedução da equação de Euler-Lagrange generalizada para campos escalares e vetoriais, servindo-se de ferramenta para o trabalho de problemas de tais tipos. Apresenta-se a forma fraca de PVC’s e sua equivalência analítica com a forma variacional com auxílio do formato da equação de Euler-Lagrange desenvolvido. O conceito de derivada de Fréchet também é introduzido a fim de servir para a compreensão do significado matemático da equação de Euler-Lagrange. Desta forma, o artigo é desenvolvido como uma ferramenta de auxílio ao pesquisador desses temas, em especial àqueles dedicados aos estudos de métodos numéricos de solução de PVC’s baseados nas suas formas fraca e variacional.</p> 2022-09-21T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Environmental Science & Technology Innovation https://revistas.unisagrado.edu.br/index.php/esti/article/view/365 Areia de reciclagem: Análise de viabilidade técnica 2022-09-21T18:52:09+00:00 Fernando José da Silva ricardo.rocha@unisagrado.edu.br Ricardo Ramos da Rocha ricardo.rocha@unisagrado.edu.br <p>A construção civil e o meio ambiente vêm se confrontando há vários anos. Se, por um lado, a obra civil é essencial para o desenvolvimento das civilizações, por outro, causa grande destruição ambiental em decorrência da extração de matéria-prima necessária para a produção de vários materiais utilizados em sistemas construtivos. Dentre esses materiais, destacamos o concreto, que representa o mais utilizado em construção no mundo, responsável por várias partes da edificação, como fundação, estrutura e cobertura. O concreto é composto de cimento/aglomerante, areia e brita/ agregados, água e aditivos. Neste estudo, analisou-se a possibilidade de se substituir, na totalidade ou em parte, o agregado miúdo - a areia natural, por um material oriundo de reciclagem da própria construção, denominado Resíduos Sólidos da Construção Civil (RSCC). Foram realizados ensaios de massa específica e teor de umidade, ensaios de granulometria das amostras de areia natural e reciclada, e ensaios de resistência à compressão. Com base nos resultados. foi possível verificar que é viável a utilização da areia reciclada para a confecção de concreto estrutural, mas com certo cuidado, pois algumas amostras desse material reciclado apresentaram um comportamento não adequado ao uso como agregado em concreto armado.</p> 2022-09-21T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Environmental Science & Technology Innovation https://revistas.unisagrado.edu.br/index.php/esti/article/view/359 Revisão Narrativa da Utilização da Cromatografia para Análise de Gás Natural 2022-09-21T17:34:30+00:00 Afonso Poli Neto afonsopoli.usc@gmail.com Luiz Rodolpho Estanizio afonsopoli.usc@gmail.com Raquel Teixeira Campos afonsopoli.usc@gmail.co <p>Atualmente, a cromatografia, tanto a líquida quanto a gasosa, tem se tornado o método de análise mais utilizado em laboratórios para estudar os mais diversos tipos de compostos e determinar as suas composições e concentrações. Métodos cada vez mais inovadores têm tornado esse tipo de instrumento mais eficiente, com análises mais precisas, e principalmente mais rápido. Tendo em vista que o Brasil é um dos maiores produtores de petróleo do mundo, a análise tanto do petróleo bruto quanto dos produtos obtidos pela sua destilação é de extrema importância, porque é possível garantir tanto a composição do produto obtido quanto a presença de contaminantes. O tipo de cromatografia pode ser adaptado para o tipo de amostra que está sendo analisada, de <br />forma que os compostos menos voláteis do petróleo podem ser analisados por cromatografia líquida, enquanto os mais voláteis podem ser analisados por cromatografia gasosa. Este estudo propõe-se a revisar a literatura, buscando os mais recentes métodos utilizados, para realizar uma análise do gás natural pelo método da cromatografia gasosa, bem como seus resultados e eles impactam nos processos de refino do material.</p> 2022-09-21T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Environmental Science & Technology Innovation https://revistas.unisagrado.edu.br/index.php/esti/article/view/363 Crescimento de microalgas em diferentes condições de tratamento terciário de efluente secundário 2022-09-21T18:22:11+00:00 Lais Colombo Silva driecologia@gmail.com Adriano Evandir Marchello driecologia@gmail.com Gabriela Santos Cardozo driecologia@gmail.com Gustavo Henrique Ribeiro da Silva driecologia@gmail.com <p>O uso da água é essencial para a vida e supre as necessidades básicas dos seres humanos, mas gera o esgoto. O descarte desse efluente sem tratamento prévio ou após tratamento ineficaz sobrecarrega o corpo receptor e leva a eutrofização, que desencadeia consequências como a morte de espécies aquáticas e o desequilíbrio no ecossistema. A fim de reduzir os impactos ambientais, o tratamento de esgoto eficaz na remoção de nutrientes é indispensável. Deste modo, estudos estão sendo realizados em busca de um tratamento terciário com microalgas, por possuírem capacidade de assimilar nutrientes como N e P. Inicialmente, o efluente secundário coletado na ETE de Tibiriçá foi transferido ao Laboratório de Saneamento da Faculdade de Engenharia da UNESP, em Bauru, onde a pesquisa foi desenvolvida. O experimento contou com 3 condições de cultivo (controle, aerado e borbulhado com CO2) em tréplicas. Analisando diariamente parâmetros como pH, temperatura, OD e clorofila a, foi confirmada, no dia final, a capacidade de remoção de N e P dos sistemas aerado e controle. A redução desses nutrientes determina que o tratamento terciário com microalgas é eficaz e promove melhor qualidade do corpo receptor, por não acarretar eutrofização e poluição secundária, reduzindo os impactos ambientais. A biomassa produzida possui valor biotecnológico, podendo ser convertido em biocombustíveis, biofertilizantes, fármacos e alimentação animal.</p> 2022-09-21T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Environmental Science & Technology Innovation https://revistas.unisagrado.edu.br/index.php/esti/article/view/356 A SUSTENTABILDADE QUE NOS LEVA À INOVAÇÃO 2022-09-21T17:03:01+00:00 BEATRIZ ANTONIASSI TAVARES beatriz.antoniassi@unisagrado.edu.br 2022-09-21T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2022 Revista Environmental Science & Technology Innovation