Edições anteriores

  • Revista Salusvita
    v. 40 (2021)

    Ao findar o ano 2021, após muitas mudanças e desafios no cenário nacional frente ao apoio à pesquisa e a pandemia da COVID-19, a Revista Salusvita apresenta as contribuições científicas na área da odontologia, enfermagem, fisioterapia, medicina e psicologia. São três estudos clínicos e exploratórios e seis revisões narrativa e integrativa da literatura que contemplam várias temáticas as quais serão apresentadas nos parágrafos abaixo.

                Os achados encontrados nas Ressonâncias Nucleares Magnéticas foram associados às queixas auditivas e otológicas de 15 pacientes, num estudo transversal e retrospectivo. O zumbido foi encontrado em 80% dos pacientes com alça vascular, porém não foi constatada correlação com a queixa e a patologia de base.

                O gênero foi ponto disparador para analisar as condutas de saúde de alunos de graduação de uma universidade comunitária. A amostra foi composta por 726 universitários com predomínio do sexo feminino, o qual foi associado à baixa frequência para uso de preservativos e prática de atividade física. O planejamento de ações que promovam comportamentos saudáveis deve ser permeado considerando as diferenças entre os sexos.

                A Central de materiais e esterilização foi alvo de interesse no que tange a rotatividade de funcionários nesse setor. A observação foi feita no hospital regional por meio de roteiro contendo perguntas abertas e fechadas. O ambiente em si, a presença de profissionais de nível técnico e ausência de capacitações e treinamentos foram alguns dos elementos identificados. Esses achados permitem a elaboração de ações para amenizar e corrigir a rotatividade na central de materiais e esterilização.

                Com abordagem na área comportamental, as estratégias de enfrentamento dos familiares que possuem histórico familiar de suicídio foram investigadas através de revisão de literatura. Aspectos emocionais, sociais e religiosos são evidenciados, porém há necessidade de maior aprofundamento sobre a temática, principalmente por se tratar de um grave problema de saúde pública.

                Em relação à enfermagem, as práticas do cuidado realizadas pelo enfermeiro ao idoso atendido nos serviços de emergência foram abordadas por Lima e colaboradores. As principais queixas para procura ao serviço de emergência estão relacionadas aos sistemas respiratório e geniturinário, entretanto a assistência fica comprometida pela estrutura física inadequada e falta de profissionais.

                A contribuição na área da reabilitação ocorreu com a abordagem das peças podais as quais são opções para o tratamento de disfunções posturais, pois adaptam o posicionamento promovendo realinhamento postural. Essas ferramentas proporcionam benefícios à saúde por corrigir as alterações musculoesqueléticas.

                Na área da odontologia, pesquisadores da Universidade Estadual da Paraíba contribuíram com dois estudos. A doença cárie pode ser tratada de forma expectante e há duas etapas para remoção da dentina cariada. Há divergência entre os autores sobre a necessidade da execução da segunda etapa, a qual pode ser substituída por outro procedimento denominado como modificado. A técnica ART também é abordada, assim essas técnicas são favoráveis a fim de interromper a evolução da lesão.           Outro estudo na área de endodontia abordou o protocolo clínico para utilização de pinos de fibra de vidro. O cuidado na avaliação, planejamento e diagnóstico permitirá o sucesso clínico. São destacadas três técnicas das quais o clínico pode selecionar a que mais se adequa a situação a ser tratada a fim de obter êxito.

                E para abrilhantar esta última edição, há o registro das pesquisas apresentadas na 13ª Jornada de Odontologia do UNISAGRADO. Os Anais contem os resumos dos estudos separados conforme as seções: Ciências Básicas/ Estomatopatologia/ Radiologia/Patologia, Cirurgia/Implantodontia, Periodontia, Ortodontia, Odontopediatria, Saúde coletiva, Dentística/Materiais Dentários, Endodontia, Prótese/          DTM, Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais.  

                Agradecemos a todos que confiaram no trabalho desempenhado até aqui e reiteramos nosso compromisso para o próximo com a expectativa de avançarmos na qualidade da revista, principalmente na aquisição do DOI.

    Equipe editorial

    Bruno Martinelli

    Joel Ferreira Santiago Júnior

  • Revista Salusvita
    v. 40 n. 3 (2021)

    O volume três do ano de 2021 da Revista Salusvita está predominantemente constituído por estudos relacionados à área de odontologia englobando técnicas terapêuticas, materiais, medicamentos e abordagem educacional. São oito estudos sendo dois originais e seis revisões de literatura.     A atividade antibacteriana dos cimentos endodônticos acrescidos de amoxicilina e ciprofloxacina foi testada frente a duas linhagens ATCC de Enterococcus faecalis pela técnica de difusão radial e pelo teste de contato direto.  Todos os cimentos tiveram a ação potencializada pela adição dos antibióticos.         Pela avaliação retrospectiva de prontuários, a eficácia do uso tópico de Propionato de Clobetasol 0,05% em solução aquosa para lesões foi estudada. Todos os casos apresentaram resolução da sintomatologia, sem reação adversa, no entanto alterações clínicas leves e assintomáticas permaneceram.           A consistência científica quanto à interferência do acesso coronário na resistência dentária foi investigada por Rodrigues e colaboradores. Por meio de revisão de literatura, os pesquisadores concluíram que o acesso minimamente invasivo não apresenta diferença quanto ao aumento da resistência à fratura de dentes tratados endodonticamente.            No campo da dentística, o assunto abordado foi os pinos de fibra de vidro com ênfase nos aspectos gerais, propriedades e considerações biomecânicas.  Esses pinos apresentam vantagens como excelentes propriedades estéticas, facilidade de execução da técnica, baixo custo, biocompatibilidade com tecidos e diminui a probabilidade de fraturas sendo esses uma opção para a reabilitação de dentes tratados endodonticamente com extensas perdas coronárias.      A efetividade da hipnose no manejo comportamental de crianças na redução da dor e/ou da ansiedade durante o tratamento odontológico foi investigada através da revisão de literatura. De quarenta artigos encontrados, seis foram considerados para análise. A hipnose diminui a frequência cardíaca, a resistência física, a ansiedade e a dor e possibilita melhor cooperação por parte dos pacientes odontopediátricos. No que tange o campo da estética, dois estudos são apresentados. O primeiro se refere ao clareamento dental interno. Nesse foram debatidas as técnicas, vantagens e desvantagens, e trazidas as atualizações sobre o tema.                     O segundo contempla o lifting labial contendo explanações sobre a estrutura anatômica, as indicações e técnicas cirúrgicas existentes.    E para fechar a grande área da odontologia, a temática sobre saúde pública e qualidade de formação profissional foi revisada por meio de revisão de literatura. Pela análise feita pelos autores, as modificações na formação dos profissionais foram benéficas, oferecendo ao discente uma visão abrangente, desenvolvimento do senso crítico, habilidades humanas e éticas.

                Em continuidade, são apresentados dois estudos na área de treinamento físico e educação, respectivamente. Arca e colaboradores investigaram em idosos com obesidade a influência do treinamento aquático resistido na funcionalidade global. Foi um estudo, de dois braços, paralelo, aberto, com randomização simples, com treinamento aquático resistido executado no período de 11 semanas, com frequência de duas vezes semanais e duração de 35 minutos cada sessão. Houve aumento da força, resistência muscular e flexibilidade; melhora do equilíbrio, marcha e função física nessa amostra.

                E para finalizar este volume, a problematização sobre quais métodos de avaliação de ensino-aprendizagem da educação em saúde nas escolas, no contexto da Atenção Primária, para crianças e adolescentes foi motivo de estudo. O destaque foi relacionado ao ensino-aprendizagem, no qual as estratégias mais efetivas foram aquelas que incluíam a família e a comunidade e/ou desenvolviam a autonomia do aluno no processo.

                Sendo assim, encerramos esta breve apresentação e convidamos a todos para prestigiar esse volume e esperamos que os estudos publicados possam contribuir com novas ideias de pesquisa e servir para embasamento de estudos futuros.

               

    Equipe editorial

    Bruno Martinelli

    Joel Ferreira Santiago Júnior

  • Revista Salusvita
    v. 40 n. 2 (2021)

  • Salusvita
    v. 39 n. 4 (2020)